crédito: Credit : Gregoire Le Bacon

Superiates Fretados

Sendo a primeira escala dos superiates no Pacífico Sul, as Ilhas de Tahiti oferecem intermináveis espaços para cruzeiros ao redor de suas 118 ilhas.

Havendo 1% de terra e 99% de mar espalhados sobre uma área tão grande quanto os Estados Unidos ou a Europa Ocidental, tanto a sofisticação quanto a aventura aguardam você em um dos lugares mais seguros da Terra, onde a preservação oceânica é uma prioridade governamental há mais de dez anos.

Percorra as lindas lagunas através dos profundos canais naturais entre as diversas ilhas, descubra a amigável gente local e seu amor pela surpreendente cultura polinésia, mergulhe em locais impecáveis de classe mundial, desfrute de um grande jantar com um toque de culinária francesa e taitiana em um fabuloso resort, presenteie a si mesmo com um tratamento em um spa local, procure as suas pérolas cultivadas taitianas preferidas e adore o luxo descalço de um piquenique particular em uma praia deserta de areia branca… As Ilhas de Tahiti têm tudo isso e irão suscitar emoções ainda mais exclusivas, nunca sentidas antes.

Sinta-se como um pioneiro e desfrute simultaneamente de todo o conforto que se espera de um cruzeiro a bordo de superiates.

Os especialistas locais em superiates o ajudarão durante o processo logístico e o planejamento do seu cruzeiro, independentemente de ele ser fretado ou particular.

superyacht tahiti charter

As Ilhas de Tahiti acolhem em média 50 superiates por ano. Em 2016 e apenas para nomear alguns, receberam o S/Y Vertigo, o S/Y Seahawk, o S/Y Destination, o M/Y Askary, o Fleet M/Y Vantage and Advantage, o M/Y La Dea 2, o S/Y Bella Ragazza, o M/Y Seawolf, o M/Y Suri, o M/Y Senses, o M/Y Dragonfly… e mais alguns iates que navegam pela Polinésia Francesa.

 

Sobre as Ilhas de Tahiti

PRIMEIRA
ESCALA APÓS O CANAL DO PANAMÁ
NENHUM
CONTRATEMPO COM DEPARTAMENTOS DE IMIGRAÇÃO E ALF NDEGAS
GRATUITAS
LICENÇAS DE FRETAMENTO

AS IHAS DO TAHITI PARA OS NAVIOS DE CRUZEIRO INTERNACIONAIS

Sentimo-nos felizes em partilhar com você uma previsão digital realizada na Feira de Iates Internacional de Fort Lauderdale. Ela lhe dá uma ideia do que você pode esperar sentir nas Expedições Particulares do quando vem às Ilhas do Tahiti em um superiate.

Convidamos todos os parceiros a conhecer seu conteúdo!



    • Portos de atracação

      O principal porto de atracação é a ilha de Tahiti. É possível providenciar espaço em algumas das ilhas dos outros arquipélagos (mediante solicitação antecipada e sujeito a aprovação da Imigração e da Alfândega).

      Alfândega

      Após a chegada, os iates estarão isentos de impostos durante um período de 36 meses. O combustível isento de impostos estará disponível com a ajuda de um agente marítimo. Os componentes de reposição para os iates em trânsito poderão ser importados com isenção de impostos.

      Tripulação Imigrante

      Os cidadãos da União Europeia poderão permanecer na Polinésia Francesa sem limite de tempo. Os vistos de turista permitem uma estadia máxima de três meses.

      Quem não for cidadão da União Europeia e precisar permanecer durante um período de três meses deverá obter uma visto de estadia prolongada junto à Embaixada ou um Consulado Francês no seu país de origem, antes de entrar na Polinésia Francesa. Quem não for cidadão da União Europeia deverá ter uma carta de compromisso emitida por um agente registrado ou uma passagem aérea de retorno, para embarcar em qualquer avião com destino ao Taiti.

      Um visto de no máximo 15 dias poderá ser obtido por quem chega de navio, por motivos excepcionais.

      Saúde

      Tahiti Tourisme lembra aos viajantes que a vacinação contra a febre amarela é obrigatória para qualquer pessoa que tenha estado em um país onde a doença é endêmica e queira visitar as Ilhas de Tahiti.

      A febre amarela é uma doença virótica existente nas regiões tropicais da África e das Américas. Ela afeta principalmente os seres humanos e os macacos e é transmitida pela picada dos mosquitos Aedes. Desde o começo de 2017, os relatórios têm sido consistentes sobre o recrudescimento da febre amarela, notado nas áreas meridionais do estado da Bahia, nos limites entre os estados do Espírito Santo e Minas Gerais e nas áreas dos estados do Rio de Janeiro e São Paulo, todas elas partilhando o mesmo ecossistema – floresta úmida tropical e subtropical formada por árvores de folhas largas. Ocasionalmente, os viajantes que visitaram países onde a febre amarela é endêmica poderão levar a doença para países livres da febre amarela. Objetivando prevenir essa importação da doença, segundo os Regulamentos de Saúde Internacionais, a vacinação contra a febre amarela é obrigatória para qualquer pessoa com mais de 9 meses de idade, que tenha estado em um país onde a doença é endêmica e queira visitar as Ilhas de Tahiti. Os visitantes poderão ser obrigados a comprovar a vacinação, ao chegarem ao Tahiti, e deverão poder fornecer essa documentação para serem recebidos.

      A vacinação também é exigida no caso dos viajantes provenientes de países onde existe risco de febre amarela.

      Lembre-se ainda que a importação de animais vivos (pássaros etc.) é proibida, mas o trânsito de cães, gatos ou coelhos poderá ser permitido após uma declaração e procedimentos de quarentena adequados. Os produtos animais (carne, peles etc.) não deverão ser levados para a terra.

      – Relação dos países, territórios e áreas – Exigências de vacinação e recomendações para os viajantes internacionais provenientes de países onde existe a febre amarela e a malária; clique aqui

      – Relação dos países onde existe o risco de transmissão da febre amarela e dos países que exigem vacinação contra a febre amarela; clique aqui

      – Para obter maiores informações, consulte o site da Organização Mundial da Saúde

      Regulamento do fretamento

      O fretamento de iates é legal na Polinésia Francesa. O navio deverá ter um valor acima de €838.000 e aplicar taxas de fretamento acima der €1.675 por dia. O iate deverá contar com uma tripulação de pelo menos três profissionais contratados em regime de tempo integral e estar autorizado a ser fretado segundo o regulamento da sua bandeira.

      Não existe nenhuma taxa de registro e o mesmo é concedido para seis meses, podendo ser renovado. O tempo de processamento fica entre 5 e 6 semanas. A taxa de fretamento aplicada é de 5% sobre a taxa bruta. Os agentes de iates locais apresentam normalmente a solicitação antes da chegada do navio.

      Estaleiro

      Estão disponíveis as seguintes infraestruturas de readequação:

      • Uma ponte rolante de 300 toneladas para unidades de até 40 metros e calado ilimitado.
      • O Cais do Porto para embarcações de até 60 metros de comprimento, calado de 4,5 metros e 800 toneladas.
      • A doca seca flutuante pode acomodar embarcações de até 150 metros, 6 metros de calado e 3.800 toneladas.

      Todas as infraestruturas estão localizadas em Papeete, a capital, na principal ilha do Taiti.

      Existem projetos de contínuo desenvolvimento pela Autoridade do Porto, de incrementar a capacidade de readequação de superiates no futuro.

      A Marina Taina pode abrigar até 20 iates de até 60 metros. Está localizada a 10 minutos do aeroporto internacional e a 20 minutos do centro de Papeete.

      O centro de Papeete tem uma área exclusiva para os superiates.

      Os dois locais contam com um sistema de vigilância por vídeo, guardas de segurança e oferecem os habituais serviços de marina.

      Sugestões sobre navegação

      Não é exigida nenhuma permissão para navegar na Polinésia Francesa. A maioria das ilhas de um mesmo arquipélago fica a algumas horas de deslocamento. Fora do Tahiti, recomenda-se ancorar nas baías abrigadas, nas lagunas ou na laguna do atol.

      Provisionamento

      As principais fontes de abastecimento ficam no Tahiti e oferecem produtos de excelente qualidade, locais ou importados. O provisionamento também pode ser realizado por via aérea, através da empresa de aviação local, na maioria das ilhas da Polinésia Francesa.

      Para obter maiores detalhes, entre em contato com o seu agente marítimo local.

      Contatos com os agentes marítimos:


  • Fretamento nas Ilhas de Thaiti

    O fretamento é legal na Polinésia Francesa. É aplicada uma taxa de 5% sobre as taxas de fretamento brutas, cobradas antes do fim do fretamento.

    Cruzeiros particulares

    Não existe nenhuma taxa sobre as viagens de iates particulares, quando os proprietários e seus hóspedes estão a bordo.

    Ingresso dos hóspedes dos iates na Polinésia Francesa

    Nacionalidades permitidas na Polinésia Francesa sem necessidade de visto:

    Todos os cidadãos da União Europeia, Albânia (apenas com passaporte especial), Andorra, Antígua & Barbuda, Argentina, Austrália, Bahamas, Barbados, Bolívia, Bósnia (apenas com passaporte especial), Brasil, Cidadãos Britânicos (do ultramar), Cidadãos Britânicos com os mesmos direitos, Brunei, Canadá, Chile, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Hong Kong, Islândia, Israel, Japão, Kiribati, Macau, Macedônia (apenas com passaporte especial), Malásia, Ilhas Marshall, Maurício, México, Micronésia, Mônaco, Montenegro (apenas com passaporte especial), Nauru, Nova Zelândia, Nicarágua, Mariana Setentrional, Palau, Panamá, Paraguai, St. Christopher e Nevis, Samoa, San Marino, Sérvia (apenas com passaporte especial), Seychelles, Cingapura, Ilhas Salomão, Coréia do Sul, Taiwan, Tonga, Tuvalu, Uruguai, EUA, Vaticano e Venezuela.

    Os cidadãos de Bahrain, Belarus, China, Índia, Kuwait, Oman, Qatar, Rússia, África do Sul, Ucrânia e Emirados Árabes Unidos, que já possuem um visto de entrada Schengen múltiplo, válido durante no mínimo seis meses e emitido por um consulado francês, não precisam de um visto adicional.

    Os vistos Schengen que não sejam aqueles acima não são válidos no Tahiti.

    Todas as pessoas de outras nacionalidades deverão obter um visto para curta permanência na Embaixada ou em um Consulado Francês, antes da chegada.

    Aeroporto Internacional

    O Aeroporto Internacional de Faa’a está localizado na principal ilha de Tahiti. Os voos internacionais diários chegam e parte do Tahiti. A Air France, a Air Tahiti Nui, a LATAM, a Air New Zealand, a Air Calin e a Hawaiian Airlines oferecem voos regulares. Os jatos particulares são bem-vindos e existe um lounge para VIP’s, disponível para a chegada e a partida destes passageiros.

    Voos domésticos

    Os hóspedes podem chegar ao Tahiti de iate ou em uma das linhas aéreas domésticas da ilha (Air Tahiti), ou em aviões fretados, conforme o itinerário.

    Cruzeiros pelas Ilhas de Tahiti

    Os cruzeiros entre as ilhas são normalmente curtos – nada além de algumas horas – exceto aqueles entre um arquipélago e outro (por exemplo: a viagem entre as Ilhas da Sociedade e os atóis de Tuamotu leva em média 20 horas).

    As viagens podem ser basicamente planejadas em qualquer momento durante o ano, havendo a probabilidade de mais chuvas entre novembro e março, e de ventos alísios entre abril e outubro. Dezembro e janeiro, bem como abril, maio e outubro, estão ficando cada vez mais populares em termos de solicitações de fretamento.

    Acomodações em terra

    A principal ilha do Tahiti oferece alguns resorts de alta classe para os hóspedes. Quando há dois arquipélagos no itinerário, os hóspedes preferem frequentemente voar (de avião comercial ou particular) até o destino seguinte, visando evitar longas travessias. Estes resorts são a solução perfeita para os hóspedes que buscam uma experiência local adicional, após ou antes do cruzeiro.

    Atividades

    Estão disponíveis todos os tipos de atividades terrestres e aquáticas, facilitadas por profissionais exclusivos e experientes, nas diversas ilhas do país.

    Para obter informações sobre os iates disponíveis para fretamento nas Ilhas do Tahiti, entre em contato com a sua agência de viagens.


  • Logo CN  logo 37 south 
    Y.co
      


  • ILHAS DA SOCIEDADE

    Primeiro dia: embarque no iate no Tahiti ou em Moorea
    Segundo dia: Moorea
    Terceiro dia: Huahine
    Quarto e quinto dias: Taha’a – Raiatea
    Sexto dia: Bora-Bora
    Sétimo dia: Bora-Bora – voo de retorno à tarde para o Taiti


    ATÓIS DE TUAMOTU

    Primeiro dia: voo até Fakarava, partindo do Tahiti – embarque no iate / cruzeiro até o Estreito Sul de Fakarava
    Segundo dia: Estreito Sul de Fakarava
    Terceiro dia: retorno até o Estreito Norte de Fakarava, de manhã cedo – cruzeiro até o atol Toau
    Quarto dia: Apataki
    Quinto e sexto dias: Rangiroa
    Sétimo dia: voo de retorno ao Taiti


    MARQUESAS

    Primeiro dia: voo entre Tahiti e Nuku Hiva – embarque no iate
    Segundo dia: Nuku Hiva
    Terceiro dia: Ua Huka
    Quarto dia: Hiva Oa
    Quinto dia: Ua Pou
    Sexto dia: Nuku Hiva
    Sétimo dia: retorno de avião ao Tahiti


    Qualquer itinerário pode incluir um ou vários arquipélagos, dependendo da duração do cruzeiro. O tempo de permanência nas diversas ilhas, destes itinerários, é o tempo mínimo recomendado para desfrutar cada localidade. Recomenda-se dedicar 10 – 12 dias ao mesmo grupo de ilhas, para uma experiência completa. Também podem ser elaborados itinerários até as Ilhas Austrais e Gambier, ainda mais distantes dos trajetos mais comuns.


  • O QUE SE “DEVE FAZER” NAS ILHAS DA SOCIEDADE?

    Existe uma grande combinação de atividades aquáticas e terrestres, na laguna de águas limpas e cristalinas e nas luxuriantes montanhas. Não deixe de fazer um piquenique tradicional em uma ilhota, de pesquisar a compra das suas pérolas negras, de fazer passeios em um veículo para todo terreno ou tração nas quatro rodas nos lindos vales das ilhas, de jantar com classe e fazer um tratamento em um spa polinésio, de navegar em caiaque ao anoitecer no único rio de Raiatea, de visitar as plantações de baunilha em Tahaa, de mergulhar com raias em Bora-Bora, de encontrar-se e quem sabe nadar com baleias jubarte ao redor de Moorea ou Tahiti, durante a estação…

    O QUE SE “DEVE FAZER” EM TUAMOTU?

    Este é o lugar para enfiar a cabeça embaixo d’água e observar alguns dos cenários submarinos mais belos do mundo. Os mergulhos com aparelho ou tubo são de classe mundial, oferecendo alguns dos pontos mais espetaculares do planeta. Os atóis permitem todas as atividades aquáticas. Descubra as praias de areia rosada em Fakarava, passe um dia com os ilhéus em um vilarejo remoto em Toau, visite uma fazenda de criação de pérolas e descubra como são apanhadas as ostras que produzem estas joias do oceano, mergulhe com os golfinhos selvagens em Rangiroa, encontre tubarões amigáveis enquanto mergulha, participe da degustação de vinhos no único parreiral nesta latitude, pesque e desfrute por estar no fim do mundo!

    O QUE SE “DEVE FAZER” NAS MARQUESAS?

    Faça parte da rica herança cultural, das tatuagens, das esculturas e da cestaria dos habitantes locais, que dividirão tudo isso com você. Faça escaladas cênicas ou safáris em veículos com tração nas quatro rodas, ao longo de falésias e até cascatas, encontre os cavalos selvagens que correm livremente, descubra onde o pintor francês Paul Gauguin passou seus últimos dias, faça uma refeição tradicional e aprenda a “dança dos pássaros”. Mergulhe com centenas de golfinhos e com raias e tubarões cabeça de martelo. As raias são frequentemente vistas à tardinha na esteira da embarcação e são simplesmente espetaculares!

    QUANDO É UMA BOA ÉPOCA PARA VISITAR A POLINÉSIA FRANCESA?

    Basicamente qualquer época do ano. No entanto, a probabilidade de chover é maior entre novembro e março (o verão austral) e faz mais calor.

    QUANDO APARECEM AS BALEIAS JUBARTE NAS ÁGUAS DA POLINÉSIA FRANCESA?

    Quando se faz um cruzeiro de iate entre julho e outubro, a probabilidade de encontrar baleias será mais elevada. Em que pesem os itinerários habituais dos iates, as baleias são mais encontradas ao redor do Tahiti, na península do Tahiti e em Moorea, mas também poderão ser vistas em outras ilhas.

    QUAL É A PROBABILIDADE DE ENFRENTER UM FURACÃO?

    É muito baixa. A Polinésia Francesa tem um histórico de um furacão verdadeiro a cada dez anos, entre novembro e março. Admitindo-se previsões do tempo confiáveis, caso um furacão esteja a caminho das principais ilhas visitadas, os iates terão tempo de se deslocar até as Marquesas e encontrar abrigo. Este grupo de ilhas está sempre fora da zona de potencial depressão.

    COMO ME DEVO VESTIR NOS RESORTS DE ALTA CLASSE?

    O código de vestuário é muito casual, já que todos os resorts ficam localizados em lindas praias. As roupas deverão ser mais formais à noite, se você for jantar em um restaurante fino, mas continuarão sendo casuais se você se sentar no bar ou jantar na praia.

    A POLINÉSIA FRANCESA É BOA PARA AS CRIANÇAS?

    Sim, é. Existem muitas coisas para as crianças fazerem; poderão ser tomadas providências para explorar a terra ou procurar um tesouro, nos atóis de Tuamotu, por exemplo, e elas gostarão de estar nas águas rasas e cálidas, rodeadas por centenas de peixes coloridos e mansos.

    QUE TIPO DE PROVISÕES ESTÁ À DISPOSIÇÃO DOS IATES ?

    Basicamente qualquer coisa! Os alimentos frescos e os laticínios são importados dos Estados Unidos, da Austrália, da Nova Zelândia, do Chile e da França. Poderão ser encontradas a cada manhã baguettes e croissants crocantes, graças à influência francesa, em qualquer lugar das ilhas principais. Quaisquer provisões poderão chegar por via aérea, partindo do Tahiti, a qualquer uma das ilhas para as quais haja voos da Air Tahiti – a empresa aérea doméstica.

    É FÁCIL CONSEGUIR TRATAMENTO EM UM SPA?

    Sim, é, especialmente nas Ilhas da Sociedade. Todos os resorts têm uma área de spa e uma ampla gama de tratamentos diferentes disponíveis e produtos de qualidade das marcas de cosméticos de luxo.

    QUAIS SÃO AS ATIVIDADES MAIS PROCURADAS QUANDO SE FAZ UM CRUZEIRO NOS SUPERIATES?

    A maioria das atividades terrestres particulares (safáris em veículos para todo o terreno ou tração nas quatro rodas, no interior das ilhas, e piqueniques em ilhotas afastadas), todas as atividades aquáticas (mergulho, surfe, velejar, observar baleias durante a estação, pescar com arpão, mergulho livre, esquiar, remar em pé sobre uma prancha, dirigir um jet-sky etc.), bem como receber um grupo tradicional de dançarinos, no convés traseiro do iate.

    É FÁCIL A TROCA DOS HÓSPEDES POR OUTROS HÓSPEDES DO TAHITI, DURANTE UM CRUZEIRO?

    Sim, desde que a ilha tenha um aeroporto. Normalmente, os hóspedes de partida frequentemente embarcam nos aviões comerciais assim que os novos hóspedes acabaram de desembarcar.