Filmagens Anteriores

Desde o início dos anos 30, muitas equipes de filmagem passaram pelas Ilhas do Taiti para gravar filmes cinematográficos, alguns muito famosos, os quais contribuíram para que o mundo descobrisse As Ilhas do Tahiti.

Nossa paisagem natural inspirou grandes diretores e produtores. Longas-metragens filmados na Polinésia são, principalmente, adaptações de livros publicados em Inglês.

Aqui estão alguns dos filmes mais famosos filmados em nossas ilhas. Caso cinéfilos estejam interessados, podem procurar os locais de filmagem durante sua viagem ao Taiti …

  • A Ballad of the South Seas (1912) foi filmado em Papara pelo irmão de Georges Méliès. Infelizmente, cópias deste filme não podem mais ser encontradas.
  • Deus Branco (1927), um compreendimento no qual Robert Flaherty interpretou um papel e que foi filmado no Arquipélago das Marquesas. Considerado como uma suprema conquista dos filmes exóticos, este filme, co-dirigido por W.S. “Woody” Van Dyke, Jr. (que também dirigiu Trader Horn, Eskimo, os primeiros filmes do Tarzan, San Francisco e uma série de outros filmes), é um filme mudo muito poético. Admirado na época pelo Surrealistas, ele falou abertamente contra a colonização das ilhas da Polinésia, considerado um paraíso perdido.
  • Tapu / Tabu / A story of the South Seas (1929), um filme mudo do famoso diretor alemão, F. W. Murnau, e baseado em uma história de Robert Flaherty, lidando com a vida cotidiana dos in ilhéus, foi filmado em Bora Bora. Algumas cenas mostrando nadadores nus foram censuradas nos Estados Unidos e na Finlândia. A gravação do filme, que durou dezoito meses, foi turbulenta e estava envolta por uma lenda (devido a afogamentos, envenenamentos e explosões misteriosas causadas por feitiços mágicos). Murnau e sua equipe foram acusados de violar diversos tabus locais ao colocar sua sede sobre um antigo cemitério e por filmar em recifes sagrados. Para coroar, Murnau faleceu em um acidente de carro oito dias antes da estreia do filme em Nova Iorque.
  • Last of the Pagans (1935), foi dirigido por Richard Thorpe, um ex-ator que se tornou diretor, baseado em um romance de Melville, Typee, e lanchado por Metro Goldwyn Meyer. O filme conta a história de dois ataques para capturar humanos: o primeiro ataque é realizado por um clã de uma ilha vizinha para levar esposas à força e para que pudessem renovar seu “estoque” e, o segundo é realizado por brancos procurando trabalhadores para as minas de fosfato. O diálogo é em taitiano com legendas.
  • O Grande Motim. Uma primeira versão de Hollywood, filmada em 1935, foi dirigida por Frank Lloyd e estrelava Clark Gable. Brincou de forma irresponsável com os fatos. A versão mais conhecida de 1962, gravada em 1960/1961 com mais de 2.000 atores, 8.000 figurantes e um orçamento de 27 milhões de dólares americanos, foi uma dádiva à economia polinésia. Após a filmagem, Marlon Brando comprou Tetiaroa. Em 1984, uma versão em escala reduzida, filmada em Moorea, foi lançada estrelando Mel Gibson e Anthony Hopkins e dirigido por Roger Donaldson.
  • Tahiti ou la Joie de Vivre (1957) foi uma comédia dirigida por Bernard Borderie estrelando Georges de Caunes. Um reporter pede para ser enviado ao Taiti e encontra o paraíso na Terra.
  • The Restless and the Damned (1961), dirigido por Yves Allégret. O filme conta a história das vicissitudes de um casal que se muda para a Polinésia para buscar sua riqueza na mineração de fosfato.
  • Tiara Tahiti (1962) é um filme britânico dirigido por Ted Kotcheff. Um aventureiro vivendo no Taiti inesperadamente se encontra com seu ex-comandante que o levou para a corte marcial. Para ficarem quites, ele decide fazer a vida de seu adversário mais difícil, que agora trabalha nos negócios de turismo.
  • Tendre voyou (1966), dirigido por Jean Becker, estrelando Jean-Paul Belmondo, relata as escapadas de um gigolô.
  • Hurricane (1979), inspirado em um romance de James Norman Hall e Charles Nordoff, foi filmado em Bora Bora e dirigido por Dino de Laurentis. É uma refilmagem da versão de 1937 dirigida por John Ford.
  • Le bourreau des cœur (1983), dirigido por Christian Gion, foi filmado em Tetiaroa e estrela Aldo Maccione. O filme foi um enorme sucesso de bilheteria na França (mais de 1,6 milhões de ingressos foram vendidos).
  • Les faussaires (1994), baseado em um romance de Romain Gary, La Tête Coupable, foi dirigido por Frédéric Blum. O protagonista é um autor que vai ao Taiti para escrever a biografia sobre Paul Gauguin.
  • Segredos do Coração (1994), lançado por Gaumont, e uma história de amor e uma refilmagem de uma versão de 1939 com o mesmo nome. Foi filmado no Taiti e estrelou Katharine Hepburn em sua última aparição em um filme.
  • Les Perles du Pacifique (1999) é uma série de televisão de 13 episódios produzida por Gaumont sobre a vida em uma fazenda de pérolas.
  • Le Prince du Pacifique, dirigido por Alain Corneau e filmado em Huahine, em 2000, estrela Thierry Lhermitte e Patrick Timsit.
  • South Pacific (2001), uma comédia musical dirigida por Richard Pierce, estrela Harry Connick Jr. e Glenn Close.
  • Encontro de Casais foi lançado pela Universal Studios e filmado em Bora Bora, em outubro de 2008. Com somente 7 milhões de dólares investidos no filme localmente, foi o filme com maior arrecadação para a Universal naquele ano. Aproximadamente cinquenta jornalistas foram convidados pelos produtores para viajar aos locais de filmagem.
  • L’ordre et la morale diririgido por Matthieu Kassowitz, foi filmado em 2010, em Anaa, uma pequena ilha no Arquipélago de Tuamotu, escolhido como cenário para eventos em Ouvea (Nova Caledônia). Eventos representados como ocorridos em Noumea foram filmados em Pape’ete.
Outros programas de TV e documentários

Todos os anos as ilhas são escolhidas como cenário para inúmeros documentários, reality shows para TV, programas de culinária e propaganda para grandes marcas. Surfar as ondas em Teahupoʻo assim como em alguns lugares secretos nos arquipélagos mais distantes é obviamente o assunto favorito para um filme. O mesmo pode ser dito sobre nossos tubarões e nossas baleias (os quais enchem nossas águas de julho a novembro). A série de TV americana, Survivor, filmada em 2002 no Arquipélago das Marquesas (Nuku Hiva), ajudou a divulgar o arquipélago na América do Norte.

O Serviço do Patrimônio de Arquivo e Audiovisual (SPAA) preserva uma coleção única e bem difundida dos fundos audiovisuais chamados “Cinematamua” das Ilhas de Tahiti. Muitos vídeos estão disponíveis em http://www.archives.pf/cinematamua/

Nos últimos 10 anos, Oceania International Documentary Film Festival (FIFO) tem abrigado os melhores documentários sobre a região. O FIFO 2014 acontecera de 3 a 6 de fevereiro na Maison de la Culture. www.fifo-tahiti.com